Atendimento a todo Brasil

Piano Digital Yamaha Clavinova CLP 785 Conheça Esse Top de Linha Vertical

Compartilhe:

Piano Digital Yamaha Clavinova CLP 785 Conheça Esse Top de Linha Vertical

Esse piano digital é o top de linha e só está atrás do CLP-795GP que basicamente é igual a ele, porém, no formato de piano de cauda. O CLP-785 conta com novidades bem significativas que vão deixar você de queixo caído.

Mas antes de conhecê-lo, convido você a conhecer os outros modelos da série CLP-700.

Aqui no canal, você confere os modelos 725, 735, 745, 765GP, 775 e agora o 785.

É claro que se você vai adquirir um piano digital no nível dos Clavinova, você quer saber tudo o que ele pode oferecer. Cada detalhe importa.

Por isso, nós nos esmeramos em trazer da melhor forma, tudo o que você precisa saber para tomar a decisão mais assertiva na hora de comprar o seu piano digital. Esse é o nosso compromisso com você!

Então vamos ao que realmente importa? Vamos conhecer o CLP-785.

Detalhes do Piano Digital Yamaha Clavinova CLP-785

O CLP-785 tem um pouco mais de 1 metro de altura, 1,46 metro de largura e 47,6 centímetros de profundidade. E pesa 84 quilos.

Ele é mais alto que os modelos anteriores e, com isso, ganha uma imponência muito maior. Além de praticamente se confundir com um piano acústico vertical.

Vamos falar do sistema de som deste piano. É incrível!

Em termos de potência, ele soma 300 watts. Isso é bastante som. Não só em termos de volume e potência, mas também em termos de clareza e riqueza de detalhes.

Uma novidade neste modelo é que ele conta com alto-falantes de alta qualidade que usam SPRUCE como a polpa do alto-falante.

Mas o que isso quer dizer?

SPRUCE é uma madeira que é muito utilizada na fabricação de instrumentos musicais.

Normalmente, na confecção de violões, violoncelos, violinos e como tampo harmônico nos pianos acústicos. Dessa forma, a YAMAHA utilizou essa madeira, bem fininha, para fazer os cones dos alto-falantes.

O resultado disso é um ataque sonoro mais natural e semelhante ao do piano acústico.

E aproveitando que estou falando do som vale lembrar que esse modelo também conta com o “Grand Acoustic Imaging”.

Nós já falamos aqui no canal, sobre a complexidade e a quantidade de sons que estão envolvidos quando um piano de cauda é tocado.

São interações sonoras que vão desde as interferências de todos os materiais que compõem o piano, às relações com o ar, o ambiente e os materiais ao entorno.

Até mesmo os sons dos mecanismos que, ainda sutis, colaboram para a completa experiência de tocar em um piano de cauda.

Assim, o pianista fica imerso nesse som difuso e na reverberação. Pensando nessa complexidade e na busca em te proporcionar todas essas sensações, a YAMAHA criou o Grand Acoustic Imaging.

De acordo com a YAMAHA:

“o design acústico e as tecnologias de medições mais recentes criam a mesma imagem e campo sonoro do piano de cauda, mesmo no piano digital compacto. Eles equalizaram e posicionaram os alto-falantes de grave, médio e agudo para gerar a radiação sonora e a característica centróide dos pianos de cauda, de modo que cada timbre reproduzido nos alto-falantes pareça sair da mesma origem de um piano de cauda real. A posição e a equalização dos alto-falantes reproduzem a sensação dos martelos atingindo as cordas na frente do pianista, além da reverberação das cordas se dissipando para longe. Também, foi usado um transdutor para gerar a reverberação total dos sons emitidos por toda a caixa de ressonância de um piano de cauda, simulando a sensação de profundidade que se tem ao tocar um instrumento acústico”.

Essa tecnologia é realmente incrível.

Em relação à sensibilidade das teclas, temos a Modelagem Grand Expression. Vou te explicar o que é isso.

Em um piano acústico, de acordo com a intensidade em que o pianista pressiona as teclas, bem como a velocidade da troca das notas, são geradas inúmeras relações sonoras e, com isso, uma gama de variações timbrísticas.

Por exemplo, um toque suave pressiona o martelo na corda do piano e gera um som mais suave. Por ter sido pressionado de forma mais leve, as relações da vibração entre as cordas, também é menor.

Já um toque mais forte, gera uma energia sonora mais forte e, com isso, uma sequência de vibrações que resultam em um timbre mais forte e brilhante.

É exatamente toda essa nuance que o Modelagem Grand Expression simula. Sem falar que ele também permite que técnicas como trinados e legatos sejam executadas e reproduzidas com exatidão, resultando numa variação que respeita à execução e a dinâmica do pianista.

Agora vamos falar dos pedais. Em baixo, temos os três pedais: o sustain, o sostenuto e una corda.

Mas também é possível extrair outras funções deles, como pitch bend (pra cima e pra baixo), rotação (no caso de timbres de órgão), dar play/stop em uma música, entre outras coisas.

E a partir desse modelo, nós contamos com o “Pedal de sustentação GP Response”.

O que é isso? O GP Response é o pedal de sustain com a resposta de um piano de cauda. De acordo com o site da YAMAHA:

“O uso do pedal de sustentação altera sutilmente a natureza do som do piano e é essencial ao pianista, que precisa de todas as ferramentas de expressão necessárias para transmitir sua visão musical. Os pianos digitais Clavinova têm um pedal de sustentação que detecta a pressão a todo momento e permite o meio pedal. Assim, o pianista pode ajustar minuciosamente a pressão e o retorno do pedal, alterando o timbre do som do piano. O Pedal GP response, apresenta uma resistência gradual similar à de um piano de cauda, começando de forma leve ao toque e ficando mais pesado à medida que o pedal é mais pressionado para o fundo. Esta curva de resistência permite que o pianista fique mais familiarizado com as nuances criadas quando se usa o pedal de forma delicada”.

É isso. Já falamos de bastante coisa, né? Mas ainda tem muito mais!

Vamos falar agora do teclado, que nesse modelo traz algumas novidades. Então, muita atenção!

A novidade é o teclado Grand Touch com contrapeso. Nos modelos anteriores ao CLP-775, nós contamos com o teclado GrandTouch-S. Esse “S” é de Standard.

A partir do 775 o “S” sumiu e virou GrandTouch. Mas o que isso quer dizer, na prática? Vamos lá.

O mecanismo de um piano acústico, sobretudo um de cauda, permite que você consiga reproduzir em torno de doze, treze notas por segundo.

Isso se deve a questões como: posicionamento do martelo,que por estar na horizontal tem uma ajudinha da gravidade para retornar mais rápido.

Tem também a questão da extensão da tecla desde o ponto de toque à outra ponta que aciona o martelo, que também favorece a velocidade, entre outros fatores.

Por isso, certas execuções de algumas peças musicais, só são possíveis se tocadas em um piano de cauda. Nem um piano acústico vertical consegue proporcionar essa velocidade.

Normalmente, o piano vertical produz cerca de sete notas por  segundo.

Muito bem, a tecnologia Grand Touch, presente a partir do CLP-775 e também presente no 785, simula tão bem um piano de cauda, que consegue entregar cerca de dez, onze notas por segundo.

Isso garante ao pianista profissional, ou a um estudante, por exemplo, um instrumento capaz de entregar o que ele precisa para treinar todo tipo de peça.

Além disso, no piano digital, a parte de trás das teclas pode limitar você a expressar seu toque por completo. Isso ocorre porque essa região fica mais próxima do ponto de apoio da ação.

Quanto mais próximo desse ponto de apoio, também conhecido como fulcro, você pressionar a tecla, menos apoio terá, e mais força precisará aplicar.

Entretanto, por serem mais compridas, as teclas GrandTouch dão mais apoio ao pianista, que tem mais controle expressivo mesmo na parte de trás das teclas.

O comprimento de apoio é o mesmo do piano de cauda premium Yamaha S3X e é o mais comprido entre os pianos digitais.

Ou seja, mais um recurso na estrutura do piano que o aproxima da sensação e da experiência de tocar em um piano de cauda. E como se ainda não bastasse, agora, no modelo 785, nós temos essa tecnologia somada ao contrapeso.

De acordo com o site oficial da YAMAHA:

“os contrapesos integrados às teclas simulam o piano de cauda, equilibrando o peso dos martelos e dando um controle mais preciso nas execuções mais sutis em volume baixo. O Clavinova possui contra pesos ajustados cuidadosamente para a execução em pianíssimo com toques leves, além do melhor retorno das teclas nas passagens rápidas. O teclado do Clavinova foi ajustado para oferecer o equilíbrio ideal, enfatizando sua magnífica dinâmica e a resposta similar ao do piano de cauda”.

E para finalizar o assunto do teclado, o CLP-785 conta com o Linear Graded Hammers que é o peso gradual das oitenta e oito teclas.

Isso quer dizer que essa estrutura é uma réplica exata de cada tecla do piano de cauda. Assim, cada tecla desde a primeira até a última tem um peso individual e gradativo. Sendo a tecla mais grave a mais pesada e última tecla aguda a mais leve.

Agora, eu quero falar do Virtual Resonance Modeling (VRM).

Essa tecnologia está integrada aos pianos digitais Clavinova desde o primeiro modelo da linha CLP-700. Entretanto, no 785 ele vem aperfeiçoado.

O VRM serve para te aproximar, ao máximo, da experiência sonora de um piano acústico.

Ele cria um som variado, simulando os complexos timbres criados quando a vibração das cordas se propagam pelo tampo harmônico e as outras cordas, correspondendo ao tempo, à intensidade do toque e do pedal.

É o VRM que dá essa sensação linda dos harmônicos e do realismo dos timbres. E como ele veio aperfeiçoado nesse modelo, a percepção é ainda mais forte.

E falando em aperfeiçoamento, o CLP-785 também vem com os timbres do CFX e do Bösendorfer Imperial em um novo sampleamento.

Tanto no modo estéreo, quanto no modo binaural. E hoje eu vou dedicar um tempinho pra te explicar melhor como isso é feito.

De acordo com o site oficial da YAMAHA:

“Os sons do piano de cauda Clavinova são gravados de vários pianos de cauda de concerto de renome mundial. Um deles é o CFX, o principal piano de cauda da Yamaha para concertos. Pianistas de todo o mundo são apaixonados pelo impressionante, deslumbrante e expressivo som do CFX nas salas de concerto. Outro piano de concerto sampleado é o Imperial, principal modelo da Bösendorfer, tradicional e consagrada marca vienense de pianos, com apaixonados seguidores. O Imperial é conhecido pela abundância de timbres e a sensação natural e “quente”. Para reproduzir fielmente as características desses pianos de cauda, a Yamaha gravou cuidadosamente toda a faixa de timbres de cada uma das 88 teclas, fazendo minuciosos ajustes para capturar os timbres mais harmoniosos que cada piano oferece.”

Mas afinal, o que é samplear? Samplear, nesse contexto, nada mais é do que gravar cada tecla do piano com inúmeras variações de intensidade.

Capturando ao máximo, as texturas, harmônicos e sons do corpo do próprio instrumento, na tentativa de deixar o som o mais próximo e fiel possível do instrumento acústico.

Já imaginou o trabalho que dá fazer isso?

Tudo pra você, que às vezes não pode ter um piano acústico em casa, ainda assim usufruir dos melhores timbres produzidos por esses pianos acústicos renomados.

Entretanto, o processo de sampleamento é bem conhecido já faz um bom tempo. Então, qual é a grande novidade que está incluída na linha CLP-700?

É o sampleamento binaural.

O sampleamento binaural é um método no qual microfones especiais são colocados nas orelhas de um manequim na mesma posição do pianista, assim, os sons são gravados da forma mais realista possível.

Desta forma, é possível criar o ambiente e a ressonância completa dos pianos acústicos, nos pianos Clavinova.

Para obter um som binaural de alta definição, a Yamaha desenvolveu um manequim com cabeça e orelhas especialmente para gravação. Também desenvolveram a função Stereophonic Optimizer para obter o mesmo efeito nos efeitos do piano.

A tecnologia Stereophonic Optimizer simula a difusão natural do som nos fones de ouvido de forma quase idêntica ao sampling binaural nos sons de piano.

Então só pra ficar claro, nos pianos Clavinova, especialmente na série CLP, nós temos dois pianos sampleados pelo método binaural, que são os modelos: CFX, da YAMAHA e do Imperial, da Bösendorfer.

E teremos os demais timbres de piano, com a função Stereophonic Optimizer, que simula a difusão natural do som nos fones de ouvido. Entendeu?

Agora me diz, essa tecnologia é ou não é sensacional? Não tem como não gostar.

É uma imersão em um som de trezentos e sessenta graus.

Bom, agora que você conheceu essa tecnologia, ainda tem dúvidas que seu primeiro, ou próximo piano digital é um Clavinova da YAMAHA?

O CLP-785 vem com 53 timbres diferentes. Além dos timbres de piano, ele conta com timbres como pianos elétricos, strings, violão, órgão, cravo e muitos outros.

Vale lembrar que ele conta com aqueles timbres dos instrumentos antigos. Esses sons foram gravados a partir de instrumentos reais, que estão no museu de instrumentos musicais de Hamamatsu.

Por exemplo, o antecessor do piano moderno, chamado de fortepiano, foi o instrumento utilizado por grandes compositores clássicos. E algumas expressões descritas em suas partituras são muito mais perceptíveis se ouvirmos no som do próprio fortepiano.

Então, você pode saber exatamente a intenção que compositores como Mozart e Chopin, queriam passar, ouvindo pelos próprios timbres do fortepiano. E o CLP-785 ganhou mais dois timbres de fortepiano: o de Scarlatti e o de Beethoven.

Além disso tudo, ele também vem com quatorze kits de bateria e vinte ritmos diversos.

E já que contamos com tantos timbres e tantos ritmos, por que não compor suas próprias músicas e deixar tudo gravado?

Esse incrível piano digital, grava até dezesseis camadas de áudio, de forma que você pode ir somando vários instrumentos e no final ter uma música completa, como se tivesse sua própria banda!

Sobre as conectividades, esse modelo conta com uma entrada auxiliar para ligar algum dispositivo de áudio externo.

Assim, você pode, por exemplo, tocar juntamente com as suas músicas preferidas. E conta, também, com duas entradas para fones de ouvido.

Além disso, ele vem com conectividade MIDI e entrada USB para pen drive, que serve para além de reproduzir arquivos em mp3, armazenar as músicas que você quiser gravar.

E isso tudo é manipulado por botões de navegação sensíveis ao toque, o que deixa o design ainda mais leve e clean. Por que?

Quando a luz do LCD está apagada, você nem percebe os botões, de modo que o painel se mistura e se integra ao corpo do piano, deixando tudo mais orgânico e minimalista.

Falando em design, o sete, oito, cinco é muito lindo, gente. Ele tem um acabamento super premium, além de se parecer muito mais com um piano acústico. Isso se deve ao fato dele ser mais alto, mais robusto.

A parte superior lembra a tampa de um piano acústico. E até a tampa do teclado é dobrável e com fechamento suave. O que dá um toque de sofisticação e elegância. Além disso, temos o suporte de partituras bem grande e acoplado a tampa do teclado.

Um luxo!

E para finalizar nosso conteúdo de hoje, não podemos deixar de falar da integração do CLP-785 com o Smart Pianist. Agora com muito mais recursos e personalização do sons de piano.

Você pode alterar parâmetros como: (PEGAR PARAMETROS) E Com o auxílio do aplicativo Smart Pianist você conecta seu tablet ou smartphone por meio do bluetooth no piano digital.

Dentro da função “Lições”, você terá disponíveis 303 músicas para aprender a tocar de forma simples e didática. Inclusive, é possível você treinar com cada mão separadamente. O Smart Pianist é gratuito e está disponível tanto para Android, quanto para iOS.

Conclusão

Muito bem! Esse foi o CLP-785. Espero que você tenha tirado as suas dúvidas e conhecido melhor esse instrumento incrível.

Caso ainda tenha alguma questão, entre em contato conosco. Teremos o maior prazer em te atender.

Lembrando que entregamos esses incríveis pianos em todo o Brasil! Não fique aí passando vontade, converse com a gente. Nós vamos te auxiliar em tudo que você precisar.

Deixo aqui o meu muito obrigado por ter nos acompanhado e até a próxima!

Precisa de ajuda?

Fale agora com um músico especialista da Pianos Tomanik. Vamos identificar o piano perfeito para você.

Pianos Tomanik Yamaha
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
pianos